Atenção à crise nos Brasis: uma experiência democrática de formação

Ana Marta Lobosque, Daniel Marcio Pinheiro Lima, Ana Cláudia Neves Gonçalves, Fabiana Borowsky, Adriana Condessa Torres, Jamylle Gabrielle da Silva Santos, Joelsom De Moraes Ferreira

Resumo


O texto relata a experiência de um módulo da segunda etapa do Projeto Percursos Formativos na Rede de Atenção Psicossocial, do Ministério da Saúde, chamado de Engrenagens de Educação Permanente, cuja linha de ação foi a formação na atenção à crise em saúde mental. Destacando a diversidade geográfica, demográfica e cultural representada pelos seis municípios envolvidos, desenvolve questões relativas à construção da atenção à crise na perspectiva do cuidado em liberdade. Aborda as práticas e as ações de educação permanente desenvolvidas nas redes de atenção psicossociais locais, enfatizando a importância do protagonismo de seus usuários.

Palavras-chave: Atenção à crise. Educação permanente. Luta antimanicomial. Reforma Psiquiátrica.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/cc.v3n1.89

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos do Cuidado

 

ISSN 2595-0886
FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ | MINISTÉRIO DA SAÚDE

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900 Rio de Janeiro | Brasil

     

  

 

 Licença Creative Commons