Cartas de Tutores para o Caminhos do Cuidado: experiências e afetos

Raimunda Félix Oliveira, Neusa Goya

Resumo


Discute-se as afetações de tutores do Projeto Caminhos do Cuidado, no Ceará, entre 2013- 2015. Realizou-se a captura das afetações através de atividade educacional para o trabalho de conclusão de um curso de especialização. Foram enviadas Cartas para vinte tutores, solicitando que abordassem sua experiência no Projeto. As questões foram: O que se passou em você? Como você se sentiu? O que lhe afetou? As Cartas respondidas constituíram narrativas analisadas e compostas em nuanças: efeitos dos conhecimentos sobre redução de danos; estranhamento nas relações entre tutores, decorrentes de concepções ético-políticas diferenciadas; experiências de vida. O Caminhos do Cuidado viabilizou uma formação em larga escala, com ênfase na redução de danos; reverberou com efeitos na produção de si e na atuação profissional; sinalizou que o não alinhamento relacionado à política sobre drogas fragiliza os processos formativos. Na educação permanente em saúde, recomenda-se que a avaliação dos processos formativos seja também permanente.

Palavras-chave: Sistema Único de Saúde; Saúde Mental; Educação Permanente em Saúde; Caminhos do Cuidado; Afetação.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos do Cuidado

 

ISSN 2595-0886
FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ | MINISTÉRIO DA SAÚDE

Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900 Rio de Janeiro | Brasil

     

  

 

 Licença Creative Commons